Faço Dieta e Não Consigo Emagrecer – ESD Oficial

FAÇO DIETA E NÃO CONSIGO EMAGRECER!

Faço Dieta e Não Consigo Emagrecer – ESD Oficial


Por que Você não consegue emagrecer fazendo dieta e O Segredo N°1 para perder peso

O QUE NINGUÉM TE CONTA SOBRE ISSO

Nesse artigo você vai aprender:
• Se você está acima do peso, a culpa não é sua,
• Porque fazer dieta engorda,
• Qual o pior erro das dietas,
• Qual a solução correta para emagrecer

Se você já tentou fazer dieta ou regime, vai entender porque tanta entra na mesma roubada, mas não consegue emagrecer. Em qualquer lugar que você for buscar soluções de emagrecimento, vai alguma "dieta poderosa":
• Dieta Dukan
• Dieta Atkins
• Dieta da proteína
• Dieta do limão
• Dieta da sopa
• Dentre outras
Seriam todas as dietas furadas? Não. Funcionariam por um curto período? Sim. Mas o maior problema é o seguinte:

Se as dietas funcionassem, as pessoas não estariam ficando cada vez mais obesas! Certo? 😉

POR QUE FAZER DIETA ENGORDA

Você vai descobrir agora o lado oculto da dieta (que ninguém te conta)…

FAÇO DIETA E NÃO CONSIGO EMAGRECER - PROBLEMA 1

Faço Dieta e Não Consigo Emagrecer – ESD Oficial


Dietas restritivas não são sustentáveis! Fazer dieta por um dia, por uma semana, ou mesmo por 15 dias é difícil, mas até que é viável. O problema é abdicar pro resto da sua vida dos “alimentos proibidos” dessas soluções. Você deve conhecer pessoas que tiveram sucesso, emagrecendo com essa ou aquela dieta. É possível que você mesmo já tenha conseguido perder alguns quilinhos seguindo alguma dieta da moda. Mas mesmo que a gente não se preocupe com isso agora: sempre haverá o dia de amanhã. Hoje está tudo legal, você está firme e forte na dieta, mas… basta um pequeno deslize e vai tudo pro espaço!

E é por isso que a solução está nas suas mudanças e não nos grupos de alimentos. Se você quiser ter um corpo atraente e boa saúde: É claro que a ingestão de alimentos super calóricos e pouco nutritivos (tipo fast food, hambúrgueres, frituras, refrigerantes, doces e outras delícias do tipo) deve ser evitada. E é claro que a ingestão de alimentos saudáveis deve ser aumentada. Mas eu tenho certeza que, você já sabe muitos alimentos que deveria comer ou não.

OS ALIMENTOS RUINS

Descobri então que dizer: Açúcar refinado, frituras, refrigerantes e comidas industrializadas são os maiores vilões do peso ideal e do corpo saudável… Não é novidade e nem necessário! Qualquer adulto com acesso à revistas, blogs, programas de televisão, já sabe disso. O “clique” que gera a mudança não é no conhecimento sobre alimentação das pessoas, o ponto de transformação está no conhecimento que as pessoas têm sobre seus poderes de decisão.

Por exemplo: O que fazemos quando somos convidados para uma pizza? O que fazemos quando estamos “de bobeira” em casa e bate aquela fome repentina? O que fazemos quando queremos assistir à um filminho comendo uma guloseima? Esse é o grande X da questão: descobrir como alteramos nossos desejos internos e como realizamos transformações alimentares definitivas. É sobre isso que esse artigo trata!

AS DIETAS DA MODA

Pare pra pensar: Se excluir definitivamente um grupo de alimentos, ou inserir legumes dessa ou daquela cor funcionassem, as dietas não precisariam se reinventar a cada semestre. E a mesma dieta que foi usada pelas nossas mães ainda estaria reinando no mundo das soluções de emagrecimento! As dietas mudam e se reinventam pelo simples fato de não funcionarem definitivamente. É como se existisse um ciclo comercial bem simples:
• Surgir
• Te convencer de que funciona
• Ganhar seu dinheiro
• Te emagrecer por pouco tempo
• Te deixar sofrendo com o efeito iô-iô
• Desaparecer

FAÇO DIETA E NÃO CONSIGO EMAGRECER - PROBLEMA 2

Faço Dieta e Não Consigo Emagrecer – ESD Oficial


Perder peso não é sinônimo de emagrecer! Costumo usar uma frase curta e impactante de uma professora da Especialização de Nutrição: “Até câncer emagrece!”, para conscientizar as pessoas à respeito desse importante tema. Emagrecer é diminuir o percentual de gordura em relação ao restante dos componentes do seu corpo. Perder peso é subir numa balança, comemorar os quilos a menos e não ter a menor noção do que “jogou no lixo”. Não confunda as duas coisas. Perder peso não é a mesma coisa que emagrecer.

Se uma pessoa perder músculos e água, mas aumentar a gordura, vai estar mais leve na balança, mas visivelmente ela aparentaria estar “gorda”, ou “cheinha”. É isso que muitas dietas e regimes rigorosos proporcionam: perda de peso rápida, sem saúde e sem emagrecimento verdadeiro, ou definitivo. Muita gente já sabe que no início do emagrecimento eliminamos líquidos. Mas as pessoas que ainda buscam soluções imediatas rebatem dizendo: “Ah Bruno, eu já sei que no começo perco água. Mas se continuar emagrecendo perco gordura também , né?”. Sim, é bastante provável que hora ou outra, junto com a batelada de quilos, alguma quantidade de gordura vá embora, mas o problema é que junto com a água e a gordura, muita massa muscular se perde também. A grande maioria das dietas famosas do momento se apoiam cientificamente num processo metabólico que se chama cetogênese.

POR QUE EXCLUIR O CARBOIDRATO?

Procurando uma forma de acelerar o emagrecimento, alguns pesquisadores comprovaram que cortando a ingestão do carboidrato, acelera-se a queima de gordura como fonte de energia. O que seria uma ótima notícia, se não tivesse efeitos colaterais catastróficos. Faltou dizer para os gurus do emagrecimento que o maiores consumidores de carboidratos dentro do nosso corpo são nossos músculos e o cérebro! Cortando o carboidrato da alimentação, além de fadiga, fraqueza e câimbras pelo corpo, passam a surgir fortes dores de cabeça, desenvolvimento de enxaquecas, perda de foco, produtividade e criatividade, junto com uma terrível queda de humor. Você já deve ter percebido que pessoas em dieta ficam mais irritadas, né?

Cortando o carboidrato, você coloca seu cérebro em risco! E o risco cerebral é tão grande que, para se manterem na lista de “soluções fantásticas”, as dietas de restrição de carboidratos (que podem se esconder atrás dos nomes: dieta atkins, dieta dukan, dieta da proteína, dieta cetogênica, dentre outras), tiveram que bolar um plano para se ajustarem e continuarem a fazer dinheiro: Contornaram a situação dizendo que depois de “X” quilos perdido, você pode voltar a consumir uma “pequena porção de carboidratos” novamente. Tarde demais! O estrago já foi feito…

SEGREDO SUJO DAS DIETAS

Esse é o “segredinho” que as pessoas que vendem “segredos para emagrecer” não te contam. Ou porque não sabem, ou porque preferem omitir.

FAÇO DIETA E NÃO CONSIGO EMAGRECER - PROBLEMA 3

Faço Dieta e Não Consigo Emagrecer – ESD Oficial


Depois que para engorda tudo de novo! Agora que boa parte da massa muscular foi perdida, o metabolismo do ex-guerreiro (ou ex-guerreira) em dieta se torna ainda mais lento; o que significa que vai gastar menos energia do que gastava antes e que após a dieta, vai acabar ainda mais gordo (ou gorda)! O efeito iô-iô não torra só a paciência das pessoas que “perdem, mas depois acham” seus quilos, como torra seus músculos também… Como músculo é o “motor” do nosso corpo, isso quer dizer que pessoas com mais músculos tem metabolismo mais rápido e pessoas com menos músculos tem metabolismo mais lento. Sendo assim, cada vez que se faz uma dieta ou regime, com perda de massa muscular, seu metabolismo fica mais lento e por isso que as pessoas ficam ainda mais gordas do que antes de começarem as dietas.

DIETAS DO ALIMENTO MÁGICO

Agora que te falei sobre o mal que causa a exclusão de grupos de nutrientes, vou te contar rapidamente o que pode acontecer quando você baseia suas estratégias de emagrecimento na inclusão de algum “ingrediente mágico”. Você já ouviu falar na dieta do limão? É mais uma dessas que entraram no hall das famosinhas. Aparentemente simples, eficaz, mas catastrófica pro seu metabolismo. Enzimas digestivas são aquelas que favorecem o processo de digestão. Quanto mais rápido for seu processo digestivo, mais rápido o alimento se transforma em energia interna e mais rápido você emagrece!

Chá verde, limão e café, são três dos mais conhecidos exemplos de nutrientes ricos em enzimas digestivas. A dieta do limão é ridiculamente simples e barata. Num primeiro dia, em jejum, você chupa um limão puro. No segundo dia dois limões, no terceiro dia três limões, no quarto dia quatro limões… E vai aumentando um limão por dia até o décimo dia (chupando dez limões em jejum). Nos próximos dez dias, você faz uma regressão: no décimo primeiro dia nove limões, no décimo segundo dia oito limões, no décimo terceiro dia sete limões, no décimo quarto dia seis limões… Até voltar à zero limões (no vigésimo dia da tortura).

“E aí Bruno, funciona?”

Funcionar, funciona… Mas o aumento do ácido gástrico (o ácido que acelera o processo digestivo) causa gastrite (uma inflamação crônica e dolorosa na mucosa do estômago)! Vale o preço a ser investido?

RESUMO…

Você aprendeu que:

• Fazer dietas restritivas não é sustentável – Uma hora acabando falhando e desistindo;
• Perder peso não é igual a emagrecer – Perder peso envolve perda de água, músculo e saúde;
• As dietas da moda não se importam com isso – Excluem o carboidrato, mesmo sabendo dos riscos e consequências negativas;
• Depois da dieta, engorda tudo de novo – Com menos músculos, seu metabolismo fica mais lento;
• Basear toda sua vida num alimento mágico detona seu equilíbrio – Quanto mais enzimas digestivas, mais chance de gastrite crônica;
• A indústria do emagrecimento não quer que você emagreça – É muito mais lucrativo te manter vivendo o efeito sanfona e acreditando que a culpa é toda sua (que é fraca, que é gorda, que não tem disciplina, etc…).

Agora vai aprender:

• Que a solução parte de dentro;
• Que falação é auto ajuda barata e ação é transformação;
• Que basta ter flexibilidade comportamental.

O EMAGRECIMENTO COMEÇA NO CÉREBRO E NÃO NO ESTÔMAGO

Faço Dieta e Não Consigo Emagrecer – ESD Oficial


Isso precisa ficar bem claro pra você: as soluções definitivas precisam vir de dentro pra fora (e não de fora pra dentro)! Precisamos ajustar nosso “aplicativo pessoal de escolhas alimentares”. Precisamos entender de uma vez por todas que o emagrecimento começa no cérebro e não no estômago! Precisamos acima de tudo, desenvolver nosso PODER DE DECISÃO. Mas quando começamos a falar em transformações internas, em escolhas de pensamentos, em decisões de ações, precisamos tomar um cuidado extra. O cuidado de: fugir da “auto ajuda barata”! Fuja das conversas de:

“Só é gordo quem quer!”
“Pense magro e emagreça!”
“Cabeça de magro!”
“Força de vontade!”
“Motivação!”
Etc...

Tem muito guru por aí tentando te dizer que se você não consegue mudar é porque não quer. Quando a verdade é que se as pessoas não mudam é porque não conseguem! É por isso que há anos dedico meu foco a estudar e trabalhar na mudança prática; e não no conceito ideológico. O momento atual está nos dizendo que enquanto gurus brigam pra convencer as pessoas de qual é o exercício físico “perfeito” e qual é a dieta “perfeita”, os números de sedentários, obesos e cirurgias plásticas, só aumentam. Por que não, começarem a estudar a melhor maneira de auxiliar as pessoas a iniciarem suas mudanças?

PROCURE SOLUÇÕES QUE ENVOLVAM AÇÕES

Ações comportamentais! Transformações práticas e não ideológicas. Informação sem ação, é mera teoria; informação colocada em prática, é sabedoria! Ninguém aprende a nadar lendo livros, ninguém aprende a cozinhar assistindo videos e ninguém emagrece pensando! Você aprende a nadar, nadando; aprende a cozinhar, cozinhando e emagrece agindo! Por isso sua transformação vai depender 100% do seu poder de decisão, para novas ações.

COMO MUDAR UM HÁBITO

Num passado recente, já foi consenso que para inserir um novo hábito na sua vida, você precisaria fazer uma nova tarefa por 21 dias consecutivos. O que já parecia difícil, ficou pior: Novos estudos vem apresentando um dado mais concreto, dizendo que para de fato uma nova tarefa como “praticar atividade física” ser automatizada como um hábito na vida de uma pessoa, são necessários 66 dias de prática infalível. Não sei você, mas eu conseguiria contar nos dedos de uma mão, quantas pessoas que conheço teriam disciplina para realizar uma nova tarefa por 66 dias consecutivos, sem falha.

O PLANO DE FLEXIBILIDADE COMPORTAMENTAL

Entretanto, um Doutor em Psicologia pela Universidade de Oxford, Ben Fletcher, comprovou que existe um caminho mais inteligente e eficaz para realizar grandes transformações, como emagrecer e ter mais saúde. Dr. Ben descobriu que realizando pequenas tarefas fora da rotina, dia a dia, cria-se um ambiente mental propício à mudanças. Conseguiu provar com seus estudos que, se você quer inserir novos hábitos em sua vida, tudo o que precisa fazer é uma nova e diferente tarefa por dia. Melhor ainda, realizando testes de mudanças nas rotinas de suas alunas, descobriu que fazendo coisas novas dia a dia, elas perdiam 1 quilo por semana! Isso mesmo, 1 quilo por semana, apenas realizando pequenas tarefas que não faziam parte de sua rotina!

Mas é importante deixar claro que não é uma mágica. Trata-se de uma forma inusitada de desligar o piloto automático que vem instalado dentro de nós. Pense comigo, se todas as pessoas em idade consciente sabem que água é mais saudável do que refrigerante e que fruta é mais saudável do que fritura; por quê sempre que entra num bar, ou lanchonete, pede “coxinha com coca cola”? As pessoas fazem isso porque seus cérebros estão ocupados demais com todas suas obrigações rotineiras.

Quebrar a rotina, dia a dia, faz com que a atenção aumente e com que sobre mais espaço no cérebro para tomar as decisões que sabemos que são melhores para nós. Numa explicação ainda mais profunda: novas ações impactam uma área do cérebro, que se chama hipocampo lateral, responsável pela automatização de memórias e hábitos.

Se você quiser fugir definitivamente do efeito sanfona, precisa gerar uma mudança de dentro pra fora, do controle dos hábitos e das pequenas decisões, até chegar aos grandes hábitos, como praticar exercícios e se alimentar com equilíbrio e inteligência.

Quer entender melhor sobre isso? então te convido a assistir a entrevista completa que dei para o programa de televisão Análise Direta. Com certeza, vale o tempo dedicado. São informações cientificamente comprovadas, que você não vê por aí, com dicas bem práticas para você iniciar suas mudanças hoje mesmo!




Seus comentários também são muito bem vindos. Obrigado pela visita, continue acompanhando!



Escrito por Bruno Cabrera

Muito obrigado pela visita, pela leitura e pelo tempo dedicado! Espero que tenha sido útil e aberto algumas janelas para uma nova compreensão e uma nova vida, com muito mais saúde, mais controle consciente e mais liberdade. Chega de padrões, ditaduras, muita informação e pouca ajuda. Grande abraço!

Bruno Cabrera
Autor do livro digital e do programa Emagreça Sem Dieta